5 curiosidades que você precisa saber antes de vir para Costa Amalfitana.

Atualizado: Mai 20


1. Cidades verticais

Conhecida pelas famosas casas coloridas, pela arquitetura e por ser montanha e mar ao mesmo tempo. A Costa Amalfitana é referência em cidades verticais, sim! Temos que subir alguns degraus para ver a vista panorâmica.


Por isso, antes de vir aqui, prepare-se para descobrir as ruas mais estreitas, as casas mais pitorescas e as vistas mais incríveis. Porque viajamos no caminho, certo? Então, aproveite aquele momento de caminhada, descubra lugares, passagens secretas e tire fotos. Só tome cuidado para não entrar na casa de outras pessoas, sim se você pegar uma estrada estranha, se vir a advertência “Proprietà privata”, não entre nela porque é a casa de um amalfi. Certamente haverá outra maneira.


As cidades são verticais e geralmente os centros ficam na parte inferior, às vezes há duas cidades na mesma cidade, como Vietri.

Entre 600 a 700 degraus dá para ver três cidades caminhando, em forma de trekking até Ravello, já pensou?

Saindo de Amalfi, passando por Atrani e finalmente em Ravello, podemos fazer um fitness tour, mas vale a pena chegar à cidade de destino.

Pronto? Agora vocês sabem que vale a pena investir em um bom calçado. Leve sempre uma mochila para trocar de roupa quando estiver suado e se preparar para esta maratona na Costa de Amalfitana na forma de turismo.



2. O mar é a sua estrada


A estrada de Amalfi SS163 (strada stradale 163) foi construída na época romana, reconstruída em 1832 pelos Borbonici e concluída em 1850. No passado, aqui passavam vagões, o objetivo da estrada era o comércio, de limões e papéis. Hoje a estrada é mundialmente conhecida, comerciais de TV como Fiat e Ferrari usaram locações do destino para lançar um novo carro.





Mas vir de carro à costa de Amalfi é interessante?

Como residente local, eu diria que não. Devido ao tráfego intenso, falta de estacionamento e altos valores de estacionamento. Esses são os inimigos do carro, porque você já pensou em deixar Positano por um dia em Amalfi e chegar na cidade sem estacionar? Bem, isso acontece diariamente ..


Portanto, nossa estrada é o mar. Eu recomendo ficar em uma cidade com balsa, com as famosas balsas. A mudança é rápida, fácil e podemos considerá-la economicamente viável.

Além de não sofrer com as horas de trânsito você fica livre para ficar quantas horas precisar na cidade do passeio diário. Fique atento para o tempo de retorno.


DICA: Se você quiser chegar à costa de Amalfi de balsa, também é fácil, saindo de Salerno você pega o barco quase em frente à estação ferroviária. Na balsa, eles cobram pelo número de malas.

+ DICA: Se sentir enjoo, lembre-se de levar sempre o medicamento e levar uma hora antes de entrar no barco.




3. O limão é doce

Pode parecer estranho, mas sim, é doce. Mais precisamente a sua casca ... e se o limão for orgânico podemos comer a casca. Rico em óleos essenciais, o limão Sfusato Amalfitano como é conhecido está presente na gastronomia Amalfi.

Entre macarrão de limão, salada de al Limone, delizia de limão e a gente até usa folha de limão na gastronomia né? Italia non si buta niente (na Itália não jogamos nada fora).

Ah, outra forma de conhecer este limão é degustá-lo com café, a casca de limão no espresso è da morire, espetacular!

Se vier a Amalfi vale a pena conhecer algumas das nossas experiências nos limoeiros, o cuidado que a Amalfi tem com a natureza é único, e entrando nos socalcos de limoeiros, conhecer uma quinta inusitada, em camadas verticais!



4. Traga "apenas uma" mala

Soa como um conselho bobo, certo? Mas essa dica pode te ajudar a viver intensamente a Costa Amalfitana. Olha, é uma dica de um veterana


A primeira vez que vim tinha 3 malas ... foi na época de ouro dos 32kg, alguém lembra?
Então eu vim com três, porque eu ficaria três meses aqui então você sabe.

Minha acomodação tinha apenas 4.420 passos. Então vocês já viram, da segunda vez quando voltei aqui ... trouxe 2 e da última vez... uma mala pequena.

Ah, mas vamos fazer uma viagem de 15 dias e passaremos por Roma e Toscana .. e os vinhos, como podemos levar uma mala pequena?


Minha dica é deixar a Costa Amalfitana por último na sua viagem, e deixar suas malas principais em seu hotel em Roma ou Milão .. seja qual for o seu itinerário. Então, você vem de graça e leva para o litoral com uma malinha que pode vir de trem e depois de balsa, ou com transfer.


A ideia é tornar a viagem mais leve, trazer o necessário e claro, deixando um espaço para o limoncello as roupas típicas da moda Mare em Positano e claro, as cerâmicas!

5. Mini cities

São 50km de cidade e 13 cidades, então as cidades são pequenas, você já conhece.


Mas o que você ainda não sabe é que existem pequenas cidades dentro das cidades, que chamamos de fração, que poderiam ser um bairro, mas que sobrevivem quase sozinhas. A população pode variar de 300 a 900 pessoas em um determinado local.


Além da fração, precisamos destacar em particular a menor cidade da Itália, Atrani é uma cidade com 1,2 km de extensão e quero dizer a cidade com prefeito e assim por diante. A mini cidade tem 900 habitantes e apenas 700 metros a separam de Amalfi. Em seguida, coloque a irmã quase gêmea de Amalfi em sua lista porque ela merece ser vista. Pelas cores, pelo ar de uma pequena vila e vila de pescadores e pela verticalidade. Recomendo ir à Igreja de Santa Maria Maddalena.

Você sabe o que é mais engraçado? A forma de falar, a gastronomia, os costumes e as tradições podem mudar em questão de metros. Para uma cidade comer berinjela com chocolate pode ser algo super normal enquanto a outra cidade e abobrinha ainda diz que não combina. Podemos escolher a típica melezana a cioccolato doce para defender esta tese, tenho provas!

Essas são algumas das curiosidades que você precisa conhecer antes de vir para cá, então separe uma pequena mala, um bom tênis, afie o paladar e prepare-se para experimentar a Costa Amalfitana.


Se quiser saber mais sobre este destino espetacular nos siga nas redes sociais e fale conosco para desenhar a suas férias neste paraíso.


Instagram>


Priscilla Santos da Silva na Costa Amalfitana

Priscilla é pesquisadora na àrea de turismo, concierge e fotografa. Desde 2015 vem trabalhando na promoção do turismo local na Costa Amalfitana.